Avaliação da independência funcional e da qualidade de vida de idosos institucionalizados

  • Murakami L
  • Scattolin F
N/ACitations
Citations of this article
26Readers
Mendeley users who have this article in their library.

Abstract

Objetivos: Investigar a independência funcional e a qualidade de vida (QV) de idosos institucionalizados e a relação entre estes conceitos. Método: A pesquisa foi conduzida na Vila dos Velhinhos de Sorocaba (São Paulo, Brasil) no período de maio a agosto de 2008, com 63 sujeitos de ambos os sexos, com idade ³ 60 anos, residentes há pelo menos três meses. Foram utilizados os instrumentos: Caracterização Sociodemográfica e Clínica, MEEM, WHOQOL-OLD e MIF. Resultados: Dos sujeitos 63,5% (40/63) eram mulheres, com média de idade de 79,2 ±8,7 anos, 44,5% (28/63) viúvos, escolaridade média de 4 anos e 73% (43/63) aposentados. As doenças cardiovasculares prevaleceram (27,98%) seguidas pelas osteoarticulares (15,39%). Foram constatadas médias elevadas dos escores da MIF (103±15,3) e do WHOQOL-OLD (69,81±14,81) indicando pouco comprometimento da independência funcional e da QV. A confiabilidade dos dois instrumentos avaliada pelo Alfa de Cronbach foi satisfatória (0,70 a 0,94). Constataram-se correlações significantes de forte magnitude entre a MIF (total e subescalas) e o WHOQOL-OLD (total) e as facetas Autonomia e Participação Social. As facetas Funcionamento Sensório, Atividades Passadas e Futuras e Intimidade apresentaram correlações significantes e de moderada magnitude entre a MIF (total e subescalas). Não houve correlação significante entre a MIF (total e subescalas) e a faceta Morte e Morrer. Conclusão: As correlações apontam que a independência funcional está diretamente correlacionada com a QV, sugerindo que todas as ações voltadas para a promoção da independência funcional podem otimizar a QV dos idosos institucionalizados.

Cite

CITATION STYLE

APA

Murakami, L., & Scattolin, F. (2011). Avaliação da independência funcional e da qualidade de vida de idosos institucionalizados. Revista Medica Herediana, 21(1). https://doi.org/10.20453/rmh.v21i1.1141

Register to see more suggestions

Mendeley helps you to discover research relevant for your work.

Already have an account?

Save time finding and organizing research with Mendeley

Sign up for free