“O problema é a enorme produção de espermatozoides”: concepções de corpo no campo da contracepção masculina

  • Pereira G
  • Azize R
N/ACitations
Citations of this article
6Readers
Mendeley users who have this article in their library.

Abstract

Resumo Desde o final dos anos 1960, há tentativas de produção de um contraceptivo masculino reversível com eficácia equivalente à da pílula anticoncepcional. Até hoje, esse produto não foi lançado, e as justificativas para tal baseiam-se em entraves de ordem política, econômica, cultural e biológica. O argumento do obstáculo fisiológico tem bastante proeminência nessas explicações e será o nosso foco neste artigo. Com base nos estudos de gênero e ciência, buscamos compreender como esse raciocínio aparece no trabalho de viabilização dessa tecnologia por um ator de destaque no campo, a organização não governamental (ONG) estadunidense Male Contraception Initiative. Por meio da técnica de análise de documentos e com base na metodologia de análise do discurso, buscamos compreender como o corpo masculino é representado e, consequentemente, materializado nesse processo de viabilização de uma “pílula masculina”, e debater o caráter generificado das concepções e intervenções biomédicas. Observa-se que a função reprodutiva dos homens cisgêneros é construída como complexa e, em certo sentido, resistente a intervenções farmacológicas. Tal caracterização se dá em comparação com o corpo feminino cisgênero, que é configurado como mais acessível para a realização da contracepção. A tradicional associação entre mulheres e reprodução e homens e sexo é facilmente reconhecida nessas perspectivas.Abstract Since the late 1960s, attempts have been made to produce a reversible male contraceptive with efficacy equivalent to that of the contraceptive pill. To date, this product has not been launched and the justifications for this are based on political, economic, cultural and biological barriers. The argument of a physiological obstacle has a lot of prominence in these explanations and will be our focus in this article. From the perspective of gender and science studies, we aim to understand how this argument appears in current efforts to promote this technology by a prominent actor in the field, the US NGO Male Contraception Initiative (MCI). By using the document analysis technique and the methodology of discourse analysis, we aim to understand how the male body is represented and, thus, how it is materialized in this process of developing a “male pill”, and to discuss the gendered character of biomedical conceptions and interventions in the field of contraception. We observed that the reproductive function of cisgender men is constructed as complex and, in a sense, as resistant to pharmacological interventions. Such characterization occurs in comparison with the female cisgender body, which is seen as more accessible for contraception. The traditional association between women and reproduction and men and sex is easily recognized in these perspectives.

Cite

CITATION STYLE

APA

Pereira, G. M. C., & Azize, R. L. (2019). “O problema é a enorme produção de espermatozoides”: concepções de corpo no campo da contracepção masculina. Saúde e Sociedade, 28(2), 147–159. https://doi.org/10.1590/s0104-12902019180797

Register to see more suggestions

Mendeley helps you to discover research relevant for your work.

Already have an account?

Save time finding and organizing research with Mendeley

Sign up for free