Estimativa de recarga do sistema aquífero guarani por meio da aplicação do método da variação da superfície livre na bacia do Rio Ibicuí-RS

  • Simon F
  • Reginato P
  • Kirchheim R
  • et al.
N/ACitations
Citations of this article
8Readers
Mendeley users who have this article in their library.

Abstract

A estimativa da recarga subterrânea é determinante para a gestão sustentável das águas subterrâneas. A recarga pode ser estimada usando diferentes métodos que variam de acordo com as características da área estudada, as escalas temporais e espaciais adotadas e a disponibilidade de dados. O objetivo é estimar a recarga de unidades hidroestratigráficas pertencentes ao Sistema Aquífero Guarani (SAG), localizado na bacia do rio Ibicuí, com base na aplicação do método Variação dos Níveis d'Água (VNA). Os dados de nível d'água foram obtidos a partir de cinco poços de monitoramento pertencentes à rede RIMAS (Rede Integrada de Monitoramento de Águas Subterrâneas) da CPRM/Serviço Geológico do Brasil, instalados na bacia. O método foi aplicado para a média mensal dos níveis de água em cada poço de monitoramento, em períodos que variaram entre 24 e 39 meses. A recarga mensal foi estimada entre 417 mm e 730,7 mm, e as porcentagens de recarga em relação à precipitação variaram entre 11% e 18%, com média de 13,82%. Na região noroeste da bacia foram encontrados valores mais altos em contraposição à região sul. O método apresentou resultados compatíveis com outros estudos realizados na mesma região.

Cite

CITATION STYLE

APA

Simon, F. W., Reginato, P. A. R., Kirchheim, R. E., & Troian, G. C. (2017). Estimativa de recarga do sistema aquífero guarani por meio da aplicação do método da variação da superfície livre na bacia do Rio Ibicuí-RS. Águas Subterrâneas, 31(2), 12. https://doi.org/10.14295/ras.v31i2.28631

Register to see more suggestions

Mendeley helps you to discover research relevant for your work.

Already have an account?

Save time finding and organizing research with Mendeley

Sign up for free