O monitoramento comportamental como medida de exposição ocupacional e ambiental de agentes tóxicos

  • Bravin A
  • Souza L
  • Eckerman D
  • et al.
N/ACitations
Citations of this article
2Readers
Mendeley users who have this article in their library.

Abstract

Resumo Introdução: o comportamento, como uma função biológica do organismo, pode ser tomado como objeto de estudo da neuropsicologia, já que parte do propósito dessa ciência é identificar, caracterizar e compreender as variáveis que o afetam, como a exposição crônica a agentes tóxicos. Objetivo: sustentar a ideia de que o comportamento humano pode ser utilizado como medida de identificação e avaliação da exposição ambiental e ocupacional de toxicantes. Métodos: este ensaio se apoia em revisão assistemática de literatura da área de toxicologia comportamental. Resultados: buscou-se caracterizar a abordagem comportamental como uma alternativa de mensuração em estudos epidemiológicos e apresentar algumas medidas e técnicas de avaliação neurocomportamentais. Discute-se a importância da padronização das baterias neurocomportamentais e suas limitações, além de exemplificar o seu uso potencial na triagem toxicológica com solventes (hexano). Conclusão: argumentou-se em favor da importância da toxicologia comportamental como área de interesse da saúde ocupacional, assim como da utilização de avaliações comportamentais na detecção precoce e prevenção de agravos à saúde dos trabalhadores, de modo a oferecer subsídios para o desenvolvimento de processos de produção mais seguros.Abstract Introduction: behavior, as a biological function of the organism, can be studied by neuropsychology, as this science seeks to identify, characterize, and understand the variables that affect it, such as exposure to toxic agents. Objective: to support the idea that human behavior can be used as a measure to identify and evaluate environmental and occupational exposure to toxic agents. Methods: based on a non-systematic literature review in the field of behavioral toxicology. Results: we sought to characterize the behavioral approach as a measurement alternative for epidemiological studies and presented some neurobehavioral measures and evaluation techniques. We discussed the importance and limitations of standardizing neurobehavioral test batteries and exemplified their potential use in toxicological screening with solvents (hexane). Conclusion: behavioral toxicology is an important field of study for occupational health. Behavioral evaluations can be used for early detection and prevention of occupational injuries, in order to offer subsidies for safer production processes development.

Cite

CITATION STYLE

APA

Bravin, A. A., Souza, L. C. de, Eckerman, D. A., & Rohlman, D. S. (2022). O monitoramento comportamental como medida de exposição ocupacional e ambiental de agentes tóxicos. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, 47. https://doi.org/10.1590/2317-6369/16120pt2022v47e16

Register to see more suggestions

Mendeley helps you to discover research relevant for your work.

Already have an account?

Save time finding and organizing research with Mendeley

Sign up for free