Inibição muscular dos extensores do joelho em sujeitos acometidos por condromalácia patelar e osteoartrite do joelho - um estudo de revisão sistemática

  • Pompeo K
  • Mello M
  • Vaz M
N/ACitations
Citations of this article
28Readers
Mendeley users who have this article in their library.

Abstract

A inibição muscular (IM) tem sido reportada como um dos fatores associados à fraqueza muscular presente na osteoartrite (OA) e condromalácia patelar (CP), sendo inclusive associada com a etiologia e a progressão. Entretanto, parece existir uma lacuna na literatura em relação a estudos de revisão que avaliaram o grau de IM de sujeitos acometidos por CP e OA. O objetivo do estudo foi reunir os resultados de estudos que investigaram o grau de IM na OA e CP e identificar possíveis diferenças na IM que estejam associadas aos estágios do processo degenerativo. Foram incluídos nesta revisão sistemática estudos transversais e/ou experimentais publicados nas bases de dados PubMed, Scopus, SciELO e Cochrane entre 1990 e 2010 que avaliaram a IM por meio da técnica de interpolação de abalo publicados. Os dados referentes à população, protocolo de IM, qualidade dos estudos e resultados de IM foram sumariados e apresentados em Tabelas. Para análise da qualidade, utilizou-se a escala de PEDro. Após a aplicação dos critérios de inclusão, 13 artigos foram incluídos na revisão sistemática (OA=9 e CP=4). A partir da análise dos dados, observou-se uma IM maior na CP em comparação à OA. Contudo, a variabilidade metodológica e a falta de informações sobre os protocolos de IM indicam a necessidade de novos estudos experimentais a fim de que se possa determinar com maior precisão a relação entre a IM e as doenças degenerativas articulares.Muscle inhibition (MI) has been reported as one of the factors associated with muscle weakness present in osteoarthritis (OA) and chondromalacia patellae (CP), including being associated with the etiology and progression. However, there seems to be a gap in the literature regarding the review studies that assessed the degree of IM subjects affected by CP and OA. The main objective of study was bringing together the results of studies that investigated the degree of OA in the MI and CP and to identify possible differences in IM which are linked to stages of the degenerative process. We included cross-sectional and/or experimental studies published in the databases PubMed, Scopus, SciELO and Cochrane between 1990 and 2010 that evaluated the MI through interpolation twitch techniques. Data on population characteristics, MI protocol, quality of studies and MI results were summarized and presented in Tables. For quality analysis, it was used the scale PEDro. After applying the inclusion criteria, 13 articles were included in the systematic review (OA=9 and CP=4). Based on the analysis of the data, there MI>CP compared to OA. However, the variability of protocols, as well as the lack of information about the IM protocols, indicates the need for further experimental studies in order that we can determine more precisely the relationship between IM and degenerative joint diseases.

Cite

CITATION STYLE

APA

Pompeo, K. D., Mello, M. de O., & Vaz, M. A. (2012). Inibição muscular dos extensores do joelho em sujeitos acometidos por condromalácia patelar e osteoartrite do joelho - um estudo de revisão sistemática. Fisioterapia e Pesquisa, 19(2), 185–190. https://doi.org/10.1590/s1809-29502012000200016

Register to see more suggestions

Mendeley helps you to discover research relevant for your work.

Already have an account?

Save time finding and organizing research with Mendeley

Sign up for free