Chega de saudade, a realidade é que...

  • OLIVEIRA G
  • SANT'ANNA W
N/ACitations
Citations of this article
2Readers
Mendeley users who have this article in their library.

Abstract

Este artigo retoma o tema da diversidade no movimento de mulheres, a partir de uma reflexão sobre o envolvimento da Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB) na III Conferência Mundial contra o Racismo. As condições que determinaram essa atuação são buscadas nos confrontos e negociações que marcaram as trajetórias da organização política das mulheres e do pensamento feminista no Brasil. Para as autoras, o debate sobre as condições específicas da subordinação, proposto pelas mulheres negras, abriu espaço para outras abordagens sobre o papel das mulheres nos sistemas de produção e reprodução, assim como sobre o caráter patriarcal e escravocrata da sociedade brasileira. Contudo, tais abordagens só passaram a ser incorporadas à prática do movimento feminista ao longo da preparação das Conferências de Beijing e Bejing+5. Nesse sentido, a participação da AMB em Durban sinalizaria o avanço no reconhecimento da identidade das mulheres negras, na afirmação da diversidade e na construção de uma agenda política que coloca no centro a intersecção das discriminações de gênero e raça.This article addresses the issue of diversity in the women's movement through an assessment of the participation of the Articulação das Mulheres Brasileiras (AMB) in the III World Conference Against Racism. The conditions that determined this participation can be found in the struggles and negotiations that marked the trajectories of women's political organization and of feminist thought in Brazil. For the authors, the debate black women proposed concerning specific conditions of subordination opened up new possibilities for analyzing women's role in production and reproduction. However, these approaches were only incorporated into the practice of the feminist movement during preparation for both the Beijing Conference and Beijing+5. The participation of the AMB in the Durban Conference points out to the increasing recognition of black women's identity, the acknowledgment of diversity and the construction of a political agenda that places the intersection of gender and race discrimination at the center.

Cite

CITATION STYLE

APA

OLIVEIRA, G. C. D., & SANT’ANNA, W. (2002). Chega de saudade, a realidade é que... Revista Estudos Feministas, 10(1), 199–207. https://doi.org/10.1590/s0104-026x2002000100013

Register to see more suggestions

Mendeley helps you to discover research relevant for your work.

Already have an account?

Save time finding and organizing research with Mendeley

Sign up for free