Doulas como gatilho de tensões entre modelos de assistência obstétrica: o olhar dos profissionais envolvidos

  • Herculano T
  • Sampaio J
  • Brilhante M
  • et al.
N/ACitations
Citations of this article
19Readers
Mendeley users who have this article in their library.

Abstract

RESUMO Este artigo analisa a percepção dos profissionais de saúde da maior maternidade do estado da Paraíba acerca da inserção das doulas no processo de cuidado. Trata-se de estudo qualitativo, com 24 profissionais de saúde, cujo instrumento de coleta de dados foi uma entrevista semiestruturada. O papel da doula na assistência à parturiente foi descrito como: oferta de suporte emocional, físico e de informação. Cada uma dessas dimensões disparou tensões com diferentes personagens envolvidas no parto, como psicólogas, fisioterapeutas e médicas. Nesse cenário, as profissionais tencionam a delimitação de técnicas/conhecimentos privativos de cada categoria, a fim de ratificar sua autonomia frente ao surgimento de mais uma figura no cuidado à gestante, sobretudo quando essa personagem coloca em xeque práticas tradicionalmente executadas na obstetrícia. A gênese dessas tensões vai além da presença de um ‘novo’ sujeito na cena do parto, mas é um reflexo da conjuntura obstétrica brasileira, permeada por disputas entre modelos de assistência e por espaços de atuação. Também desperta a necessidade de construção de um cuidado compartilhado e centrado na parturiente.ABSTRACT This article analyzes the perception of the healthcare professionals of the largest maternity of the state of Paraíba about the insertion of doulas in the care process. This is a qualitative study, with 24 health care professionals, whose instrument of data production was a semi-structured interview. The role of the doula in the assistance to parturient was described as: offer of emotional, physical and informational support. Each of these dimensions has triggered tensions with different characters involved in childbirth, such as psychologists, physiotherapists and physicians. In this scenario, professionals intend to delimit individual techniques/knowledge of each category, in order to ratify their autonomy in the face of the emergence of another figure in the care of the pregnant woman, especially when this character puts in check practices traditionally executed in obstetrics. The genesis of these tensions goes beyond the presence of a ‘new’ subject at the delivery scene, but it is a reflection of the brazilian obstetric scenario, permeated by disputes between care models and performance space. It also raises the need to build a shared care and centered on the parturient.

Cite

CITATION STYLE

APA

Herculano, T. B., Sampaio, J., Brilhante, M. de A. A., & Barbosa, M. B. B. (2018). Doulas como gatilho de tensões entre modelos de assistência obstétrica: o olhar dos profissionais envolvidos. Saúde Em Debate, 42(118), 702–713. https://doi.org/10.1590/0103-1104201811813

Register to see more suggestions

Mendeley helps you to discover research relevant for your work.

Already have an account?

Save time finding and organizing research with Mendeley

Sign up for free