Sustentabilidade ambiental e produção de alimentos no semiárido com tecnologia social.

  • Murta M
  • Gomes N
  • Santos A
  • et al.
N/ACitations
Citations of this article
6Readers
Mendeley users who have this article in their library.

Abstract

A necessidade de se adaptar a condições adversas faz que a população do semiárido experimente e desenvolva as mais variadas técnicas de captação e armazenamento dos restritos recursos hídricos de que dispõe. Nesse sentido, as chamadas barraginhas, que são pequenas escavações feitas no terreno em caminhos preferenciais do escoamento superficial direto, são utilizadas para a interceptação e armazenamento da água, a fim de atender também à sedentação de animais e à produção de alimentos nas franjas úmidas. Porém, a elevada demanda evapotranspirométrica, característica marcante dessa região, permite questionar se a água armazenada em uma barraginha garante umidade ao solo. Objetivou-se com este trabalho avaliar o comportamento da umidade do solo em franjas úmidas de três barraginhas, instaladas na área experimental do IFNMG/Araçuaí, de janeiro a setembro de 2012. Os resultados demonstraram que as barraginhas proporcionaram maiores teores de umidade ao solo durante o ciclo produtivo das culturas, o que, por sua vez, condicionou maior produtividade das culturas instaladas nas franjas úmidas, além de proteger o solo dos efeitos adversos do escoamento superficial direto.

Cite

CITATION STYLE

APA

Murta, M. A. C., Gomes, N. M., Santos, A. S., Santos, A. M. dos, Gomes, J. M., & Santos Neto, J. R. (2014). Sustentabilidade ambiental e produção de alimentos no semiárido com tecnologia social. Revista Agrogeoambiental, 7(2). https://doi.org/10.18406/2316-1817v7n22015604

Register to see more suggestions

Mendeley helps you to discover research relevant for your work.

Already have an account?

Save time finding and organizing research with Mendeley

Sign up for free